Bitcoin Bitcoin -1.34% $47247.34
-1.34%
14136.64 BTC $889235963904.00

7 maneiras de melhorar o Google PageSpeed no WordPress

7 maneiras de melhorar o Google PageSpeed no WordPress

agosto 1, 2021 0 By annacarolinaagamme

7 maneiras de melhorar o Google PageSpeed ​​no WordPress

Neste artigo vamos listar as 7 maneiras de melhorar o Google PageSpeed ​​no WordPress

Mas antes de iniciarmos, precisamos entender o que é PageSpeed e quais as vantagens de utilizá-la para alavancar o sucesso de seu site na internet.

Vamos direto ao ponto:

PageSpeed é a velocidade de carregamento de uma página de um site, em termos práticos, ela é utilizada para descrever a velocidade do seu site um site como um todo, se você achar que isso não é relevante, em termos de resultados de busca na Web, e que não te prejudica em nada, você está equivocado. A velocidade do carregamento de uma página de um site é de fundamental importância para navegabilidade do site e consequentemente seu sucesso junto aos usuários, em especial para sites de e-commerce.

Pense um pouco, hoje em dia, ninguém tem paciência para navegar em sites cujas páginas demoram para carregar, não é verdade?

Pesquisas recentes encomendada pelas maiores empresas varejistas dos EUA, apontam que o usuário tende a abandonar o site caso a página demore mais de 3 segundos para carregar, o que obviamente vai afetar os resultados de marketing e vendas desse site, no entanto, o mesmo estudo revelou um aumento entre 8 e 2 segundos na velocidade do site pode aumentar as taxas de conversão em incríveis 75%! Então é sim, muito importante ficar atento a velocidade de carregamento das páginas de seu site e avaliar se estão dentro de parâmetros considerados satisfatórios pelos usuários.

Além disso, sites rápidos e eficientes, ajudam a conseguir tráfego orgânico e qualificado, mas lembre-se a recíproca é verdadeira, sites carregados e lentos podem afugentar os usuários, ao tornar a experiencia do site desagradável.

‘Não importa o quê, mais rápido é melhor e menos é mais.” – Google

Já está convencido das vantagens de utilizar ferramentas como o PageSpeed, mas não sabe como fazê-lo?

Não se preocupe, neste artigo vamos contar tudo o que você precisa saber em relação ao assunto, então fique atento e leia até o fim!

O primeiro passo é utilizar uma ferramenta de medição e quai vamos falar especificamente sobre o PageSpeed Insights, uma solução simples, fácil de usar, confiável, desenvolvida pelo Google. Ao analisar seu site através do Google PageSpeed Insights, você receberá uma pontuação, se conseguir atingir 100%, significa que seu site tem carregamento rápido e, portanto, possui baixa taxa de rejeição, ou seja, se seu site for rápido, você terá maiores chances de rankear melhor no Google.

A boa notícia é que o Google oferece esta ferramenta de forma gratuita para você descobrir o que precisa ser corrigido em seu site.

Saiba como atingir 100% no Google PageSpeed Insights, também conhecida como PSI

Ao digitar a URL de seu site no PageSpeed Insights será atribuído uma pontuação, de acordo com dois tópicos que são analisados e são eles:

  1. O tempo de carregamento da sua página
  2. Quantos recursos ela possui, plugins, scripts de códigos que se comunicam com o servidor e podem fazer a página demorar mais para carregar etc.

Em seguida, o PageSpeed analisa e compara os dados obtidos e emite um relatório simples, mas que pode te ajudar muito ao informar:

  • Qual média do tempo de carregamento das páginas na internet
  • Qual tempo de carregamento
  • Sua nota final
  • Sugestões de melhorias para otimizar o carregamento do seu site

A nota varia de 0 a 100 sendo definida quando o algoritmo compara sua página com as boas práticas, criadas pelo Google, para otimizar o desempenho de um site.

Junto a nota existe uma classificação:

  • Boa: a partir de 80 pontos
  • Média: entre 60 e 79 pontos
  • Ruim: de 0 a 59 pontos

Mas e agora, como posso melhorar minha pontuação no PageSpeed?

Ao consultar sua URL no PageSpeed, o site disponibiliza links com os dizeres “mostrar como corrigir”, ao clicar no link você poderá ver em detalhes quais arquivos estão prejudicando a velocidade da página e como solucionar o para diminuir o tempo de resposta junto ao servidor.

Para facilitar, listamos as 7 maneiras de melhorar o Google PageSpeed ​​no WordPress

Alguns fatores podem afetar sua nota no PageSpeed

Um dos erros mais comuns cometidos na hora de produzir um site é adicionar imagens de altíssima resolução, e consequentemente muito pesadas, então verifique isso e dimensione as imagens adequadamente

Se a sua página inclui imagens maiores do que precisam ser, o CSS é usado para redimensioná-las adequadamente e isso faz com que o tempo para  as imagens aumente, impactando negativamente na velocidade do seu site, para corrigir isso, você deve carregar imagens nos tamanhos apropriados ou usar ‘imagens responsivas’, isto envolve a criação de imagens de tamanhos diferentes para vários dispositivos, Você pode fazer isso usando o atributo srcset, que é adicionado a <img> tags para especificar arquivos de imagem alternativos em tamanhos diferentes. Os navegadores podem ler esta lista, determinar qual a melhor opção para a tela atual e entregar essa versão da sua imagem.

Se após ter feito a avaliação das imagens, na sua pontuação continuar baixa no PageSpeed, então vale colocar em prática as dicas a seguir:

7 maneiras de melhorar o Google PageSpeed ​​no WordPress

PageSpeed principais erros e como corrigí-los:

1.Navegador inadequado para seu conteúdo

Diferentes navegadores carregam o site da sua própria maneira o indicado é testar as suas páginas, de tal modo que o ideal seria testar e ver como seu site se comporta no Internet Explorer, no Google Chrome, no Safari e no Mozilla Firefox, por exemplo. Se porventura o site não desempenhar bem em algum deles, procure entender o que está ocorrendo, muitas vezes o problema pode estar relacionado aos apps ou plugins instalados no navegador.

2. Exagero no número de anúncios

Além de irritante, o excesso de anúncios pode piorar aparência do seu site, prejudicando o layout e leva a diminuição da velocidade.

3. Templates mal desenvolvidos

Templates com muitos efeitos, mal desenvolvidos, podem prejudicar a velocidade do carregamento das páginas, outro detalhe importante é

A necessidade de testar todos os widgets, sendo eles: áreas de comentários, botões de compartilhamento em redes sociais etc., uma vez que, dependendo da função, a pagespeed pode ser impactada negativamente.

4. Provedor Inadequado ao seu site

Parece simples, mas é tão importante que não poderíamos deixar de falar sobre hospedagem, contrate um provedor renomado e que atenda às necessidades do seu site, isso é importante para que você receba de fato, o serviço pelo qual você está pagando.

5. Bom uso do cache

Ao analisar o PageSpeed, um dos principais elementos analisados é a quantidade de recursos que o navegador precisa assimilar da sua página, o que inclui imagens, scripts, fontes etc., tudo isso pode ficar “gravado na memória” do navegador por meio do cache, assim, o navegador só vai carregar os elementos uma vez. Toda vez que o usuário trocar de página, o browser vai apenas “se lembrar deles” e puxar as informações necessárias do cache.

6. Minimizar o CSS

Os arquivos CSS são muitas vezes maiores do que o necessário, para torná-los mais fáceis de serem lidos por humanos, mas eles podem incluir vários retornos de carruagens e espaços que não são necessários para que os computadores entendam o seu conteúdo, por isso é importante minimizar seu CSS, que é o processo de condensação de seus arquivos eliminando caracteres, espaços e duplicações reduzindo o tamanho dos seus arquivos CSS e, consequentemente melhorando a velocidade de carregamento.

7. Reduzir o tempo de execução do Java Script

PageSpeed Insights tem uma recomendação separada para alertá-lo se esta tarefa está impactando de forma significativa o desempenho do seu site, que seria reduzir a recomendação de tempo de execução Java Script.

Agora você já sabe como melhorar velocidade das páginas e consequentemente o desempenho do seu site, coloque em prática e deixe seus concorrentes a “ver poeira”!

Gostou do artigo? Curta, compartilhe, deixe aqui seus comentários, queremos saber como foi sua experiencia.