A Internet das Coisas e seu impacto na segurança cibernética

A Internet das Coisas e seu impacto na segurança cibernética

janeiro 15, 2021 0 By carolcfuenmayor

A Internet das Coisas (IoT) certamente tornou a vida mais interessante para muitos entusiastas de tecnologia.

Os clientes podem gerenciar suas residências remotamente e receber anúncios direcionados. Já as empresas possuem novas oportunidades de inovação, diversificação, agilidade e otimização de custos.

Parece uma situação ganha/ganha com clientes e fornecedores obtendo benefícios significativos dessa troca. Mas, é claro, nunca é tão simples assim.

Estamos vulneráveis, no que diz respeito a segurança virtual, ​​de maneiras que não existiam há alguns anos. Embora a IoT traga uma infinidade de benefícios, a velocidade de sua adoção e expansão foi inesperada.

Embora não haja um padrão IoT formal a ser cumprido e a instalação, manutenção e segurança de dispositivos muitas vezes estão fora da responsabilidade da cadeia de gerenciamento tradicional, as organizações não estão isentas da responsabilidade.

Principais problemas e novas vulnerabilidades

Um dos principais problemas da IoT é que as informações são coletadas, comunicadas, analisadas e processadas por meio de sensores automatizados; não requer intervenção humana.

Portanto, embora forneça os benefícios da tecnologia inteligente para organizações, empresas e famílias, também gera automaticamente uma grande quantidade de dados pessoais e confidenciais específicos que são acessados ​​ou compartilhados com terceiros.

Desde que a IoT existe, os criminosos cibernéticos vêm desenvolvendo seus conjuntos de habilidades e explorando as vulnerabilidades inerentes à tecnologia.

O aumento explosivo no número de dispositivos pessoais conectados à Internet trouxe um aumento exponencial no volume de dados.

Essa situação aumentou o risco de possíveis violações de dados, pois criou novos caminhos para ataques e expande as possibilidades dos tipos de dados que os hackers podem comprometer.

Uma estratégia de segurança cibernética robusta deve, portanto, basear-se na suposição de que, quando se trata de uma violação cibernética, não é uma questão de se, mas de quando.

Em 2021, estima-se que 25% dos ciberataques terão como alvo dispositivos IoT, tornando importante que a segurança IoT esteja no centro de qualquer estratégia de segurança de dados.

1. Teste de vulnerabilidade

À medida que a aceitação da IoT cresce, também cresce a demanda por testes de vulnerabilidade.

Usar ferramentas de teste de vulnerabilidade automatizadas para explorar as possibilidades infinitesimais de entrada em seu sistema é um bom ponto de partida.

Se o escopo for feito corretamente, esses testes de vulnerabilidade fornecerão a inteligência necessária para implementar mudanças e direcionar testes de penetração mais estratégicos e aprofundados.

2. Teste de penetração da Internet das Coisas

O teste de penetração traz a mente humana habilidosa para o processo de desenvolvimento e exploração de fraquezas potenciais, da mesma forma que um hacker faria.

As áreas potenciais de vulnerabilidade são identificadas e um testador de penetração profissional deve ser capaz de fornecer uma estratégia de remediação.

Indo um estágio adiante, o RedTeaming usa as habilidades de indivíduos altamente qualificados para simular um ataque no mundo real, projetado para avaliar a adequação do programa de segurança atual e oferecer conselhos de correção quando apropriado.

3. O Elemento Humano

Embora a IoT geralmente não dependa do envolvimento humano, as pessoas podem desempenhar um papel importante na construção de uma defesa ou relatar e gerenciar uma violação.

Treinamento, processos e procedimentos aprimorados, incluindo a identificação de atividades incomuns e o monitoramento de contas e senhas de usuários, juntamente com a remoção de dispositivos não confiáveis, irão aumentar a segurança.

Esses processos também aumentam a capacidade de uma organização de antecipar e identificar onde ocorrem problemas ou incidentes.

4. Notificação de violação

Um padrão de segurança IoT pode não estar em vigor ainda, mas os regulamentos e padrões de segurança de dados existentes exigem notificação rápida de violações de dados.

À medida que a IoT se torna cada vez mais integrada em nossos dispositivos e sistemas, a responsabilidade recai sobre os fabricantes para produzir dispositivos que sejam seguros.

É improvável que a verdadeira segurança seja totalmente alcançável, entretanto, sem o agendamento regular de testes de vulnerabilidade e penetração.

Proteção contra vazamento de dados pessoais

Há um milhão de coisas que podem dar errado se seus dados caírem nas mãos erradas.

É por isso que é um assunto que deve ter grande importância e precauções devem ser tomadas antes de você se tornar uma vítima.

Aqui estão algumas maneiras de se proteger do impacto negativo da tecnologia em seus dados pessoais:

1. Anonimato de proxies

Existem proxies que fornecem uma experiência da web que é um pouco mais privada. Eles usam criptografia HTTPS para fornecer um nível de proteção.

2. Ferramentas para aumentar a privacidade

Depois, existem ferramentas como Tor, Mixmaster e I2P que permitem evitar a retenção de dados, dá criptografia e permite a navegação anônima.

No entanto, nem tudo é possível com uma única ferramenta. Cada ferramenta oferece um método diferente de privacidade.

3. VPN

Finalmente, existe a VPN que permite comunicações P2P, navegação anônima, fornece criptografia, dá acesso a conteúdo geo-restrito e protege seus dados enquanto você navega online.

Isso permite que os torrenteers baixem torrents anonimamente sem medo, e também permite que o usuário navegue na Internet sem restrições, sem ter que se preocupar com hackers ou quaisquer outros intrusos.

Isso torna o uso de uma VPN um vencedor claro em comparação com as outras duas opções.

Conclusão

Com o passar do tempo, estamos avançando cada vez mais em termos de tecnologia.

Violações de dados e impacto da tecnologia em dados pessoais, privacidade e segurança são inevitáveis.

No entanto, não é impossível se proteger. Embora todas as ameaças online existam, existem medidas de precaução que podem ser tomadas para mantê-las afastadas também.