Anti Vírus com Inteligência Artificial

Anti Vírus com Inteligência Artificial

setembro 27, 2020 Off Por carolcfuenmayor

A inteligência artificial (IA) está presente em vários momentos na nossa vida que talvez nem percebemos. Está presentes nos óculos, relógios, celulares, carros, tv, robôs e em mais uma infinidade de coisas.

Assim como a evolução da IA está em alta, cada dia surge inúmeros objetos com esses mecanismos,  novas formas de usar também as ameaças também começam a ficar mais sofisticadas.

Como é tradicional, tudo sempre tem os dois lados. Os especialistas nessas tecnologias que a usam para ganhar dinheiro de forma ilícita ou prejudicar outras pessoas, estão crescendo e inventando cada vez mais técnicas para conseguir tirar proveito.

Por isso grandes empresas de tecnologia estão trabalhando e

desenvolvendo ferramentase softwares para que cada dia seus usuários fiquem sempre seguros e suas informações protegidas.

Você sabe o que é IA?

Pode ser que para muitos sejam uma novidade toda essa tecnologia. Claro que hoje ela está muito mais desenvolvimentos do que séculos atrás, mas ela já existe tem mais de 60 anos.

A ideia inicial era que fosse implementada em robôs que teriam características humanas ou pudesse voar. Porém, a inteligência artificial vai muito além do que isso e sua área de atuação é incontável.

A IA é a ciência de fazer os computadores executarem suas tarefas através de algoritmos complexos e cheios de regras em seus códigos para que o computador saiba o que fazer o que não fazer.

Esse tipo de informação geram milhões de informações, que são os Big Data e são analisados por especialistas em computação.

A IA seria melhor do que os analistas humanos mais inteligentes?

Antigamente, quando a internet estava no inicioe não havia tanta ameaça assim virtual, era se usado um tipo genérico de assinatura de vírus que vinha de um certo tipo de ameaça.

E essas assinaturas precisam de um especialista e tempo para que sejam analisadas, além de não serem flexíveis o suficiente para descobrir a infinidade de ameaças que multiplicam pelo universo virtual.

Esse mercado criminoso avança muito por é muito lucrativo para os criminosos, pois conseguem dinheiro, informações que podem usar como chantagem ou vender para os concorrentes, etc.

Além de ser um mercado muito difícil de rastrear, pois, além a variedade os malwares são vendidos na dark web, que inúmeros usuários tenham acesso a código podendo fazer alterações e podendo infectar milhões de pessoas.

Os analistas verificam os arquivos se tem intenções maliciosas ou não, mas para isso precisa de muitos códigos. Agora, verifica arquivo por arquivo para analisar se há um software prejudicial instalando, isso é tecnicamente impossível. Ainda mais que há mais de um milhão de arquivos novos os dias.

Máquinas são perfeitas para lidar com números, por esse motivo que são tão eficientes nas análises dos códigos. Para verificar os arquivos, os analistas criam algoritmos que façam conversão de arquivos em representação numérica.

Algoritmos para analisar as informações

Esses algoritmos analisam informações e tipos de “impressões digitais” que há nos arquivos. Com essas informações, bem menores do que os arquivos originais, é possível analisar com muito mais facilidade se um arquivo é maldoso ou não.

A Avast por exemplo, usa informações de seus programas instalados nos usuários para coletar informações se tão arquivo é malicioso ou não.

Ou seja, são 400 milhões de usuários no mundo,

todos conectados a uma central, tudo sendo analisado ao mesmo tempo, com isso a proteção de vírus é muito maio do que se fosse por pessoas.

Também afirma que consegue proteger todo mês mais de 2 bilhões de ataques por mês em todos os seus usuários. Isso ganha uma proporção imensa se formos pensar que ficamos conectados 24h/dia em vários dispositivos ao mesmo tempo.

Felizmente, os softwares de segurança não estão ficando para trás. Empresas da área também têm utilizado a IA como aliada na construção de produtos e surpreendem em suas ações.

É preciso muito investimento financeiro?

A segurança virtual com IA é um mercado que precisa de muito investimento e precisa ser de grande valor financeiro. Pois atualmente os equipamentos e softwares de ultima geração tem os preços bem elevados.

O que prova isso é a pesquisa feita pela GlobeNewswire que o mercado global de inteligência artificial irá chegar aos US$ 266,92 bilhões até 2027. Isso se no meio do caminho a tecnologia aumentar sua velocidade de avanço.

Isso pode demonstrar também um perigo para os usuários, pois quanto mais dispositivos começam a ter IA, de mais formas começamos a nos expor no mundo virtual, e com isso ficar mais vulnerável as armadilhas virtuais.

Defesa em tempo real

Claro que hoje tudo precisa ser mais dinâmico, mais rápido, melhor ainda se for em tempo real. Ainda mais se tratando se segurança. É esses tópicos que grandes empresas da tecnologia estão se empenhando em melhorar.

No caso da Avast, a segurança em tempo real é algo verídico segundo a empresa e é chamado de CyberCapture. É uma melhoraria da tecnologia Sandbox.

É um ambiente onde tudo fica longe das outras partes do computador, não interferindo em outros tipos de funcionamento. Sua forma de trabalhar é via nuvem, que escaneia os arquivos de forma inteligente, separando os softwares e executáveis que podem causar algum dano.

De forma dinâmica, estabelece conexão com um Laboratório de Ameaças para que seja feito e tempo real toda análise e obtenha uma resposta imediata.

Com essa velocidade de tráfego é possível reconhecer novos sites de phishing que são sites usados para conseguir informações confidenciais.

Com isso, há uma segurança maior para usuários nas plataformas  Windows, Mac e Android, fazendo com o os usuários consiga proteger suas informações pessoais.

Seja sempre cauteloso na internet suspeite de tudo, e uma letra diferente em um site ou um arquivo que não estava esperando, pode ser uma grande ameaça. E invista sempre em segurança virtual, porque os prejuízos sempre são maiores quando se a perca de informação.