Como você pode proteger seus dados

Como você pode proteger seus dados

outubro 25, 2021 0 By Redazione

Atualmente, uma das maiores preocupações das pessoas no mundo digital é como proteger seus dados. Mesmo porque, agora, boa parte da sua vida é online. 

Um bom exemplo é o caso dos smartphones. Esses telefones, que outrora serviam basicamente para ligações, viraram uma espécie de extensão de sua carteira – ele abriga não só cartões de banco e de crédito, mas pode contar documentos como carteira de identidade, de motorista e até documento do carro.

Ficar sem um smartphone pode te impedir de diversas atividades. Desde pedir comida ou chamar um carro até pagar uma conta ou descobrir determinado trajeto. 

Os computadores de mesa, PCs ou notebooks, não ficam atrás nesse quesito. Hoje, as pessoas trabalham, estudam e se divertem com as mesmas máquinas. 

E, como há interação entre diferentes dispositivos, cuidar de um é cuidar de todos. Deixar um desprotegido é, basicamente, abrir as portas de outro para invasões e roubos. Seu email pode ser acessado em seu smartphone e em seu computador. Sua conta bancária, idem. Suas credenciais são as mesmas porque, atualmente, tudo está online – mesmo login e mesma senha abrem diversas portas. 

Por isso, é importante lembrar-se se proteger seus dados. E isso, claro, começa com a escolha de um programa de proteção – e, aqui, você encontra um overview dos antivírus da McAfee, um dos mais confiáveis do mercado. Entretanto, para ter mais segurança, deve-se ir além de um bom software.

Dicas práticas de como proteger seus dados 

Especialistas em cibersegurança costumam dizer que a proteção de seus dados começa fora das plataformas. É importante ter um comportamento pessoal preventivo em relação a isso. 

A primeira e mais importante dica a respeito disso é sua senha. Atualmente, os três tipos de senha mais comuns são algo que você sabe (como as tradicionais, alfanuméricas), algo que você seja (as biométricas, como usar o polegar ou o rosto para desbloquear algo) ou algo que você tenha (como tokens). 

Se puder optar, escolha sempre algo que você sabe – as tradicionais alfanuméricas. Isso ninguém pode tirar de você ou fingir ser você para roubar seus dados. 

Nesse ponto, entra a segunda dica: escolha uma senha forte. Fuja, obviamente, de sequências numéricas óbvias (dia do seu aniversário, data de casamento, 123456). Também passe longe de palavras que remetam a algo pessoal – seu nome, nome da sua mãe, nome do seu cachorro).

Opte, de cara, por senhas que mesclem números, palavras e caracteres especiais. Mas também evite combinar números e palavras que façam alusão a algo pessoal. Por exemplo, seu nome + sua data de nascimento (carlos050678 não seria uma boa, se você chama Carlos e se nasceu em 5 de junho de 1978).

De acordo com um estudo recente, um tipo de senha forte é que combine palavras diferentes e que elas sejam escritas mesclando números e palavras. A lógica por trás disso é que se não está em dicionários, as senhas ficam mais difíceis de serem encontradas (ao mesmo tempo que você pode decorá-las com mais facilidade).

Com isso, hackers não conseguem adivinhá-las tão facilmente. Se as palavras não fizerem sentido entre si, também há grandes chances da senha ser mais segura. Lembre-se também de alternar entre letras maiúsculas e minúsculas.

Com exemplos, fica mais fácil ilustrar – vamos usar a regra da palavra 1 + palavra 2 + números e caracteres especiais.

Exemplo 1
batata + pinoquio + caracteres especiais
Senha: b@T@t@p1n0qu10

Exemplo 2
cidadao + vinagre + caracteres especiais
Senha: C1d@d@0v1n@gr3

Exemplo 3

conhaque + zidane + caracteres especiais
Senha: c0NH@qu3z1d@n3

Exemplo 4
cajuina + amaralina + caracteres especiais

Senha: c@ju1N@@m@r@l1n@

Escolhi a senha. E agora?

Com uma senha forte escolhida, é hora de protegê-la bem. O primeiro passo, claro, é não esquecer. Mas também não anote e deixe na carteira. Ou escreva em um bloco de notas do seu celular ou do seu computador. 

O ideal é memorizá-la. Mas, se precisar escrever, faça isso e deixe o papel guardado a sete chaves em um local extremamente seguro – dentro de sua casa ou de algum familiar.

Outro ponto importante nesse processo de proteção de dados com uma senha forte é: nunca use a mesma para diferentes serviços. Isso porque se ela vazar em um, hackers tentarão usá-la em todos os serviços que você tem. Se for a mesma, obviamente, terão sucesso. 

Nesse passo, é bom também lembrar de evitar se logar em serviços e plataformas usando a identidade do Facebook (o ideal, aliás, seria deletá-lo) ou e-mail (conta do Google). Claro que é mais prático – mas se uma dessas informações for roubadas, novamente todos os outros serviços que você usa por meio deles estará em risco.

Jamais compartilhe sua senha – nem com amigos, nem com familiares. Um caso clássico é “emprestar” a Netflix para alguém próximo. Bom, você nunca terá 100% de certeza que essa pessoa realmente guarda bem seu password. 

Por fim, se ficar muito complicado guardar uma senha difícil para cada serviço (e sabemos que é), recorra a programas que te ajudam com isso. 

Há diversos programas que são gerenciadores de senhas. Além disso, muitos antivírus também oferecem esse serviço. 

Basicamente, você cria uma palavra-passe mestra para esse gerenciador. Dentro dele, guarda todas as outras senhas e informações sigilosas. 

Sempre que precisar, basta abrir o programa e copiar seus dados. Boa parte desses software tem extensões para navegador, versões para celular e, além de bastantes fáceis de usar, também sugerem ou criam senhas difíceis para você.

Depois de tudo isso, com uma boa senha, fica muito mais fácil proteger seus dados. Aì, é escolher programas adicionais de proteção (antivírus, VPNs, firewall), desconfiar de links desconhecidos, de dinheiro e de promessas fáceis (nos golpes chamados de engenharias social). 

Conforme falamos anteriormente, a melhor proteção – ao lado de ferramentas – é um comportamento sério diante do mundo digital. Quanto maior sua preocupação agora, melhor será no futuro. Afinal, remediar um roubo de dados, hoje, dá bem mais dor de cabeça do que escolher algumas palavras difíceis e optar por bons programas de segurança online.