Disney Plus: Review de Cavaleiro da Lua

Disney Plus: Review de Cavaleiro da Lua

maio 10, 2022 By settimiz

A Disney Plus realmente chegou investindo não só nos conteúdos nostálgicos de filmes antigos da Disney, mas também dando espaço para novas e excelentes produções.

Desde o seu lançamento, o serviço de streaming da Disney tem lançado diversas séries originais que contam histórias e expandem o universo de muitas franquias favoritas do público. Isso tem agradado tanto à audiência, ávida por consumir esses produtos, como também tem rendido muito boas avaliações da crítica especializada. Séries como Mandalorian e Wanda Vision foram aclamadas por ambos, por exemplo.

Talvez essa experiência tenha tornado a empresa mais confiante para investir mais em projetos um pouco mais arriscados, que não tenham um “bebê Yoda” que conquista a internet e nem conte com personagens já consagrados com o público.

É o caso da mais nova série do universo da Marvel, lançada no serviço da Disney Plus com exclusividade. Cavaleiro da Lua traz de volta um famoso herói dos quadrinhos que é introduzido a esse universo pela primeira vez. Neste artigo vamos fazer uma análise com spoilers.

Sinopse

Steven Grant é um gentil funcionário do museu de história, mas que passa despercebido pelas pessoas com quem trabalha. Porém, desde o princípio da série sabemos que ele tem alguns problemas graves com o sono.

Na verdade, ele tem hábitos no mínimo estranhos ao dormir. Para tentar diminuir a probabilidade de acordar em um outro lugar sem saber como chegou lá, Steven costuma se acorrentar à cama durante a noite e colocar areia ao seu redor. Isso é uma forma de reduzir a probabilidade de sair do quarto enquanto dorme, ou pelo menos saber se saiu.

Ao longo da série, descobrimos que o personagem principal tem transtorno dissociativo de identidade. Um transtorno em que a pessoa tem duas ou mais personalidades distintas. No caso de Steven, além da personalidade inteligente e pacata, ele apresenta também a personalidade de Marc Spector, com uma personalidade aventureira e confiante.

O que é esse transtorno?

Como dissemos, é um quadro em que uma mesma pessoa apresenta duas ou mais personalidades. Esse transtorno sempre chamou muita atenção da mídia, sendo retratado em diversas obras de ficção, seja na literatura, filmes e em séries.

É sabido que o desenvolvimento desse transtorno comumente está relacionado com o acontecimento de situações traumáticas, o que é também retratado na série. Steven passou por um trauma quando criança após a morte do irmão e, a partir de então, passou a sofrer violências. A criação da segunda personalidade foi uma forma de lidar com essas situações.

O que achamos da série?

Interpretar um mesmo personagem com duas personalidades não é uma tarefa fácil. No entanto, Oscar Isaac desempenha esse papel com primor. É uma excelente série com cenas de ação e um toque de aventura que vão te deixar vidrado em cada episódio.

Ainda assim, a série pode ser difícil de acompanhar se você não estiver interessado em uma trama mais complexa. Isso porque as diferentes personalidades podem deixar a história confusa em alguns pontos. Isso não é necessariamente um problema, já que as partes de ação e aventura são equilibradas por essa parte mais complexa.

A série também se destaca por trazer elementos sobrenaturais e envolver temas de mitologia egípcia que conseguem quase lhe conferir um lugar dentre as obras de suspense.

Por tudo isso, vale a pena assistir.

Qual a relação com outras obras do MCU?

Você pode estar se perguntando sobre a relação dessa série com outras obras do universo cinematográfico da Marvel. Apesar de se passar nesse universo, os criadores da série quiseram que ela fosse até certo ponto independente. Por isso, se você não assistiu outros produtos da Marvel, pode conferir essa obra sem medo de não entender o que está acontecendo.