Mei: o app que mostra se suas conversas no Whatsapp são amigáveis ou românticas

Mei: o app que mostra se suas conversas no Whatsapp são amigáveis ou românticas

fevereiro 20, 2022 By Lucas

Um novo app tem causado agitação na internet. O Mei não é apenas um aplicativo de mensagens comuns: ele também pode analisar suas conversas, e dizer se a pessoa do outro lado está apaixonada por você ou não.

 

“Os namoros no futuro estarão, em grande medida, baseados em dados”, disse o fundador do Mei, Es Lee. Partindo desse princípio, o Mei vem com o objetivo não só de analisar as conversas dos usuários, como também de dar sugestões de como prosseguir. “Se notar uma grande diferença em um traço específico, como a espontaneidade, em que o usuário se encontra muito baixo e seu contato muito alto, ressaltará esse traço e dará conselhos sobre como mudar. O objetivo é ajudar os usuários a reconhecer se é diferente das pessoas com as quais conversa, para que possam tentar se relacionar melhor”, afirmou Lee.

 

Funcionamento

O Mei é, antes de tudo, um aplicativo de conversas. Porém, o que vem ganhando destaque mesmo é a sua função “crush analyzer”. Esta usa um algoritmo baseado em inteligência artificial, como já era de se esperar, para determinar o nível de romance em uma conversa. Assim, consegue dar uma estimativa, em porcentagem, da probabilidade de uma pessoa estar tentando algo amoroso com outra.

Para isso, há a opção de exportar uma conversa do WhatsApp, aplicativo muito mais popular, sem que o indivíduo do outro lado saiba. Porém, para que a análise ocorra, são necessárias, no mínimo, 500 palavras trocadas entre as duas pessoas. Além disso, há um custo para cada análise. Nos Estados Unidos, por exemplo, esse valor é de 8,99 dólares americanos.

Para que a “mágica” ocorra, é utilizado um sistema de inteligência artificial. Por meio de redes neurais, o aplicativo analisa traços como “abertura”, “controle emocional” e “extroversão” presentes na conversa. No final, além da porcentagem, são fornecidas ao usuário sugestões de como melhorar a troca de mensagens e informações sobre qual é a real intenção do outro.

Ademais, a análise feita é extremamente complexa. O nível de romance não é definido apenas pelas palavras utilizadas, são considerados o contexto e o sentido de cada situação. Por exemplo, os programadores concluíram que a presença de palavras como “sono” e “noite” geralmente indica uma tendência maior ao romance. Isso não quer dizer que esses termos estejam relacionados ao amor, mas apenas que é mais provável que façam parte de uma conversa amorosa.

 

Privacidade

Apesar de apresentar funções tão inovadoras, o Mei pode aparentar um pouco invasivo para os usuários. Logo ao abrir o app, é exigido que ele seja tornado o padrão para o envio e recebimento de SMS, e que todas as mensagens sejam enviadas aos servidores da empresa, para que a inteligência artificial possa ser utilizada. Então, quem quiser fazer a análise de uma conversa do WhatsApp, tem de exportá-la para o Mei. Assim, o programa acumula muitas informações, que exigem um enorme cuidado.

Vale lembrar o caso do FaceApp. O aplicativo vinha com uma função bem simples e divertida: mostrar como o usuário ficaria se fosse mais velho. Porém, nos termos do app, que foram aceitos sem a devida leitura pela esmagadora maioria dos que o usaram, estava prevista a coleta de dados. Ao não especificar exatamente que informações eram obtidas, os desenvolvedores deixaram a dúvida: quais eram os “dados” e de que forma eles eram usados?

Aparentemente, o pequeno escândalo do FaceApp foi um alarme falso, mas serviu para mostrar a vulnerabilidade da privacidade hoje. Se a empresa responsável fosse maliciosa, poderia vender as informações dos usuários para outras, ou até para indivíduos mal-intencionados, algo ainda mais perigoso com o desenvolvimento do deepfake.

Também, é essencial que todas essas informações sejam guardadas sob as melhores medidas de cibersegurança possíveis. Roubos de informações de usuários por crackers já aconteceram com diversas empresas. Porém, seriam incrivelmente piores se acontecessem com o Mei, com a coleta de dados tão pessoais como mensagens e traços de personalidade.

 

Disponibilidade

Até agora, o Mei está disponível “oficialmente” apenas nos Estados Unidos e no Canadá. Isso porque, apesar de já estar no mercado brasileiro, não está totalmente otimizado (adaptar o algoritmo de inteligência artificial para diferentes culturas e línguas pode demorar um pouco). Além disso, a função de “análise de crush” ainda não foi disponibilizada por aqui.

 

A tecnologia é realmente inovadora. O Mei é só mais uma marca de como as nossas relações estão mudando. Se é bom ou ruim, ainda não sabemos ao certo: o importante é que o app seja utilizado sem excessos, apenas como uma ferramenta. Acima de tudo, porém, é essencial que o público exija um cuidado extremo dos programadores com a segurança dos dados armazenados, pois o vazamento destes poderia superar talvez todos os casos de roubo de dados já ocorridos.

Porém, será interessante quando todas as suas funções estiverem disponíveis no Brasil. Você já imaginou? E quando você puder saber se a pessoa de que você gosta também gosta de você? O incrível é que isso poderá ser descoberto apenas por uma pequena tela de celular!