Privacidade: como navegar de forma segura na internet?

Privacidade: como navegar de forma segura na internet?

fevereiro 20, 2022 By Lucas

Um tema constantemente abordado aqui e em outros portais de notícias é a privacidade na internet. No mundo virtual, nossos dados estão em constante movimento e, muitas vezes, podem ser interceptados, tanto por pessoas boas quanto por mal-intencionadas. Assim, para evitar problemas como fraudes, golpes e roubo de identidade, uma série de pequenas atitudes deve ser tomada. A seguir, veja algumas ações que, em conjunto, garantem uma enorme segurança para seus dados.

 

Guarde seu email e seu número de telefone

Em muitas redes sociais, informações como email e número de telefone são escondidas por padrão. Porém, é possível que algumas contas antigas ainda não tenham essa função ativada, ou que não haja essa proteção em alguns websites. Por isso, é importante que você acesse as configurações de segurança e privacidade em todas as suas redes e esconda essas informações de contato.

Com seu email e número de telefone, pessoas mal-intencionadas podem tentar aplicar golpes em você. Não só isso, é possível que suas contas sejam roubadas, no caso de websites com baixa segurança, no qual apenas esses dados são suficientes para redefinir uma senha.

 

Não dê informações excessivas

Hoje, é bem comum que um cadastro em praticamente qualquer website exija informações como nome completo, número de identidade e CPF e até endereço residencial. Isso, porém, é uma grande ameaça à privacidade, já que, com a posse dessas informações, os programadores podem criar perfis dos usuários e vende-los nas famosas listas de mailing. Estas são grandes conjuntos de dados de contato que podem ser usadas para a divulgação de propagandas. Por exemplo: uma website no qual você se cadastrou vende seu email para uma empresa de marketing. Então, você passa a receber frequentes emails de produtos totalmente desnecessários em sua caixa de entrada, sem ter pedido por isso.

Essa questão da venda de informações, contudo, não é o único problema. Além disso, podem acontecer casos de roubos de dados, por hackers. Você não ia querer que uma pessoa desconhecida tivesse acesso a seu endereço, não é mesmo? Para evitar isso, pois, evite dar informações desnecessárias na internet: não dê seu telefone se ele não for essencial para realizar um cadastro, por exemplo. Sua privacidade agradece.

 

Escolha boas e diferentes senhas

Todos já sabem que senhas como “seunome123” ou “nomedoseufilho789” não são exatamente seguras. Porém, a realidade hoje é ainda mais preocupante. Frequentemente, acontecem roubos de senhas em grandes websites. Com isso, os crackers podem acabar tendo acesso a uma de suas senhas, se você tiver uma conta em uma das páginas atacadas. Assim, por mais segura que seja a sua palavra-passe, pessoas mal-intencionadas podem testá-las em outros locais da internet, até obter a permissão de login para a sua conta.

Para evitar isso, você deve tomar duas atitudes. Primeiramente, sempre escolha senhas boas, com letras maiúsculas e minúsculas, diferentes pontuações e números. Desse modo, devido ao grande número de possibilidades, um ataque de força bruta (no qual o hacker tenta diversas senhas — “aaa”, “aab”, “aac” e assim por diante) fica praticamente impossível com a tecnologia atual. Além disso, você deve sempre usar senhas diferentes em cada website. Não adianta você ter uma senha supersegura no Facebook, mas usar a mesma na página facilmente hackeável de sua escola!

Porém, você pode estar se perguntando: como vou me lembrar de tantas senhas? Para isso, você pode usar um gerenciador de senhas. O próprio Google, por exemplo, disponibiliza esse serviço. O Google Chrome, por padrão, sempre sugere uma senha extremamente complexa na hora de se cadastrar em uma rede. Se você escolhe a senha sugerida, então, ela fica salva na sua conta Google, em um servidor muito bem protegido. Por fim, sempre que você for logar novamente utilizando o Chrome, ele preencherá o campo “senha” automaticamente.

 

Evite ser rastreado

Quando você acessa um website, este pode obter muitas informações sobre você, que pode usar para traçar um perfil e, talvez, vender para outras empresas. Para evitar isso, você pode utilizar uma VPN. Uma Virtual Private Network, ou “rede privada virtual”, em português, é um modo de você navegar anonimamente na internet. Ao se conectar a uma VPN, todos os seus dados passam por um servidor intermediário, antes de chegar ao objetivo final. Por exemplo, se você faz uma simples pesquisa no Google utilizando o serviço, o texto pesquisado não vai diretamente à empresa: ele vai antes para o servidor intermediário. Assim, quem realmente faz a pesquisa não é você, com seu computador, mas o servidor do serviço de VPN.

 

Essas são apenas algumas sugestões. Porém, já são suficientes para aumentar bastante a segurança de sua privacidade no mundo virtual. Seguindo esses passos, você poderá navegar de modo muito mais tranquilo, sem temer o uso de suas informações por pessoas mal-intencionadas.