Spear Phishing: Técnica usada para roubar informações

Spear Phishing: Técnica usada para roubar informações

novembro 22, 2020 0 Por carolcfuenmayor

Atualmente existem vários meios de roubar informações, um dos meios que é muito utilizado é o Spear Phishing.

Muitos usuários e também grandes empresas são alvos de cyber-criminosos que desejam roubar informações pessoas, bancárias e até mesmo dados da empresa.

Em algumas situações, esses criminosos virtuais fazem programas ou usam técnicas para atingir o máximo de pessoas possíveis e com isso usar suas informações de forma indevida.

No caso da Spear Phishing é diferente. É uma técnica eficaz usada para roubar dados de empresas. Existem outras variedades de Phishing que afeta vários usuários simultâneos, esse Spear Phishing e feito de forma personalizada e específica.

Esse método ele é feito para um usuário específico, que possivelmente tem informações importantes dentro de uma empresa e possa acessar informações confidenciais. Justamente por afetar poucos usuários, que essa técnica é difícil descobrir.

Como que é o funcionamento do Spear Phishing?

Praticamente, o usuário recebe alguma informação, como e-mail ou outra plataforma, recebe alguma infomativo que se assemelha a informações da empresa ou de serviços relacionados a ela.

Tudo é bem planejado, esse crime é feito de forma que pareça que foi enviado pelos proprietários da empresa ou até mesmo alguém que esteja trocando e-mails recentemente.

Por meio da engenharia social, os autores dos crimes virtuais acham uma forma de descobrirem informações pessoais dos funcionários. Nisso, usam para deixar o conteúdo do golpe mais confiável.

Na maioria dos casos, esses conteúdos estão presentes diretamente no site da empresa ou em suas redes sociais. Um dos fatores que ajudam ainda mais esses criminosos, são os check-ins que são feitos nos lugares.

Quando chega o e-mail e o funcionário clica para visualizar a mensagem, é redirecionado para uma página enganosa de algum produto ou serviço conhecido, ou algum formulário que possa pedir informações dos dados pessoais.

Com a primeira etapa do plano feito, o criminoso tem acesso as informações para começar o ataque contra empresa. O jeito mais comum, é por meio do login e senha que é usado para acessar o e-mail de outras pessoas, pois usam a credibilidade do funcionário.

Pode ser que somente com o acesso a um e-mail de um funcionário com o cargo bem alto, seja o suficiente para começar todo o procedimento de chantagem. Esse tipo de crime é conhecido como blackmail, que é o caso criminoso ameaçar divulgar informações da vítima caso não seja pago um resgate.

Softwares espiões

Softwares espiões, malwares, que são programas utilizamos para roubar ou danificar o dispositivo do usuário. Esse número é tão alto que segundo uma pesquisa feita pela TrendMicro, cerca de 94% dos casos em empresas são de Spear Phishing.

Isso ocorre com muita frequência, pois é comum confiar mais nos arquivos recebidos por e-mail, ainda mais se é aparentemente confiável. Com isso aumenta as chances desse crime dar certo.

É um número impressionante, se parar para pensar no quão de prejuízo isso pode causar. Por isso que o cuidado com qualquer arquivo que recebe é muito importante.

Nós casos que os ataques são concluídos e os dados que foram planejados são roubados, há vários jeitos de você conseguir usá-los para prejudicar uma empresa.

Você pode realizar transferências bancárias em grandes valores, criar identidades falsas, expor na mídia segredos que só a empresa sabia, ou analisar todos dados do concorrente e podendo até alterar os preços das ações

Por esse motivo é muito importante que além de um firewall bem estruturado, os funcionários sigam políticas seguras sobre compartilhamento de informações, pois no menor descuido, pode ajudar na execução de crimes virtuais.

Tem como evitar Spear Phishing?

Uma das melhores formas de conseguir evitar esse tipo de crime é por meio de um treinamento de funcionários. Conscientiza-los da importância de verificar as informações corretamente e de forma detalhada.

Atitudes simples, como analisar o endereço de e-mail do remetente, suspeitar de links que são enviados, sempre verificar se o arquivo em anexo é realmente esperado pela estrutura do e-mail, desconfie sempre que pedirem informações importantes e confidenciais da empresa.

Caso precise compartilhar informações confidenciais da empresa, certifique com mais pessoas da empresa ligada a segurança digital se está tudo dentro dos padrões.