Você conhece o Google Discover? Como você aparece no Google Discover?

Você conhece o Google Discover? Como você aparece no Google Discover?

fevereiro 24, 2021 0 By carolcfuenmayor

Você já ouviu falar em Google Discover? Sabe o quão essa plataforma pode ajudar de alguma forma em seus objetivos? Veja algumas diferenças que essa plataforma forma tem em outras da grande empresa tecnológica Google.

Quando você escolhe pelo método tradicional de pesquisa, acessando a tela principal da Google, geralmente é para buscar dados importantes ao que estamos procurando.

Em relação ao Discover, os resultados mostrados tem uma intenção diferente. O que é mostrado no Discover, são informações importantes baseando no que o usuário tem interesse conforme os sistemas inteligentes e automatizados do Google.

As informações que são mostradas no Discover é alterado conforme as publicações de novos materiais são colocados na Web ou caso aja mudanças nos interesses dos usuários.

Por causa de forma ade mostrar o resultado, o tráfego que acontece no Discover é menos previsível quando se compara com a lógica de Pesquisa e ainda pode ser usado como um método de ser complementar.

Isso quer dizer que você pode criar uma estratégia de conteúdo para que as necessidades dos usuários sejam atendidas de forma específicas ao conteúdo pesquisado.

Porém, não tem como fazer um conteúdo para segmentar de forma clara a correspondência de interesses do Discover.

No Google Discover, aparece como o conteúdo?

As páginas são classificadas de forma automática para ser mostrada no Discover pelos mecanismos da Google e que estão de acordo com as políticas de conteúdo do Discover.

Você não precisa colocar tags especiais nem colocar dados estruturados para que os conteúdos estejam disponíveis na busca.

Algo a se levar em consideração é que mesmo que tenha conteúdo apto para aparecer no Discover, não é garantia que realmente irá aparecer;

Para que essas chances fiquem ainda maiores, existem algumas técnicas que podem ajudar na hora de publicar. Conteúdos únicos e interessantes para que tenham o maior número possível de leitores.

  • Escreva títulos que resumem o tema, mas não com padrões de instigar os cliques;
  • Não use técnicas que seja falsas ou coloque informações que sejam a mais do que realmente é, ou no caso oposto, deixar de expor informações importantes para o entendimento do conteúdo;
  • Não apele para técnicas manipuladoras de interesse que façam as pessoas sentir indignação ou curiosidade mórbida;
  • Procure por informações que sejam importantes para os usuários, com abordagens atuais, que conte uma história exclusiva;
  • Informações exatas fazem diferença, como nomes, datas e até autores de suas fontes, assim como empresas e sites de renome para fazer com que os leitores vejam que o seu conteúdo é verdadeiro e possui prestígio;
  • Imagens bem editadas e de alta qualidade, atraem os leitores as vezes mais que o título, o que garante mais visitas em sua publicação. Imagens como logotipo não ficam boas nesses tipos de publicações, sempre evite;

É preciso que sistemas automatizados demonstrem ter um conteúdo que mostre autoridade, experiência e confiabilidade. Os editores que planejam melhorar esses pontos devem sempre se perguntar o que seus usuários precisam aprender ou conhecer enquanto leem para suas publicações.

Mesmo que aja as diferenças entre os conceitos do Discover e da Pesquisa, essas qualidades nas publicações são bem semelhantes.

Você pode acompanhar como está as estatísticas caso esteja com publicações feitas. Você consegue analisar por meio do Relatório de desempenho do Discover.

Por meio desse relatório, você consegue ver informações precisas como clique e impressões nos últimos 16 meses. Para ver esses números, é preciso que alcance um limite mínimo de impressões.